HERPES ZOSTER

O herpes zóster é uma infecção viral capaz de provocar bolhas (erupções) na pele e dor intensa. Pode aparecer em qualquer parte do corpo. É comum a erupção começar no meio das costas em direção ao peito, mas também pode aparecer no rosto, em torno de um olho ou mesmo atingir o nervo óptico. É possível ter mais de uma área de erupção no corpo (barriga, cabeça, face, pescoço, braço ou perna). Sendo mais comum no tronco e no rosto. As lesões, geralmente, se manifestam na forma de uma faixa em um dos lados do corpo.

É causado pela reativação do vírus varicela-zóster – o mesmo vírus da catapora – em pessoas que tiveram catapora em algum momento da vida e ficaram com vírus latente (adormecido) nos gânglios do corpo.

A vacina diminui as chances de se ter a doença, de apresentar neuralgia pós-herpética (NPH) e induz à redução da dor aguda e crônica associada ao herpes zóster, enquanto o tratamento precoce reduz a chance de complicações.

Qualquer pessoa que teve catapora em algum momento da vida pode desenvolver herpes zóster. Isso porque o vírus fica alojado em gânglios e permanece latente por anos. Eventualmente, ele pode ser reativado e “viajar” ao longo das vias nervosas até a pele – produzindo as erupções.

Pacientes que já tiveram herpes zoster e estão na fase de NPH (Neuralgia pós-herpética)

A neuralgia pós-herpética é a complicação mais comum do herpes zóster (acomete de 10 a 15% das pessoas). Dura pelo menos 30 dias e pode continuar por meses ou anos.

 

Os sintomas são os seguintes:

- Queimação e pontadas na área onde ocorreram as erupções

- Dor persistente no local, que pode durar anos.

- Extrema sensibilidade ao toque.

A dor é mais comum na testa ou no peito e prejudica as atividades diárias, como comer, dormir e trabalhar. Também pode levar à depressão. Dependendo da intensidade da dor, a neuralgia pós-herpética pode ser confundida com as típicas de outros quadros, como uma apendicite, um ataque cardíaco, úlceras ou enxaqueca, dependendo da localização.

A aplicação de toxina botulínica como tratamento para dor NPH (Neuralgia Pós Herpética) gera resultados excelentes, pois é minimamente invasiva, é segura, bem tolerada e realizada em consultório, que tem demonstrado redução da dor e que pode melhorar sua qualidade de vida.

©   Eletrofisiologia Clinica. Todos os Direitos reservados.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram