• NURI | Eletrofisiologia

Lombalgia - Você sofre de dores nas costas?


A lombalgia é uma dor na região lombar, ou seja, dor nas costas, sendo localizada mais a baixo da coluna, perto da bacia.

A lombalgia pode ser aguda e crônica.

A forma aguda é o "mau jeito". A dor é forte e aparece subitamente depois de um esforço físico. Ocorre na população mais jovem. A forma crônica geralmente acontece entre os mais velhos; a dor não é tão intensa, porém, é quase permanente.

Frequentemente, o problema é postural, isto é, causado por uma má posição para sentar, se deitar, se abaixar no chão ou carregar algum objeto pesado. Outras vezes, a lombalgia pode ser causada por inflamação, infecção, hérnia de disco, escorregamento de vértebra, artrose (processo degenerativo de uma articulação) e até problemas emocionais.

Os sintomas da lombalgia são dores nas costas perto da bacia até a prega do glúteo, definida como a região lombar. As dores podem, ainda, irradiar para o meio da coxa.

O tratamento deve ser com um medico especialista, que pode usar de analgésicos, anti-inflamatórios, corticoides e relaxantes musculares.

O principal objetivo do tratamento da dor lombar aguda é aliviar a dor, melhorar a habilidade funcional e prevenir recorrência.

Atividades passivas como massagem, ultra-som, eletroterapia, termoterapia, laser, tração, assim como programas multidisciplinares e terapia cognitiva comportamental devem ser evitadas para tratamento da lombalgia aguda, pois poderiam aumentar o risco de indisposição do paciente e cronicidade da doença.

Nem todos os casos de hérnia de disco têm de ser operados. Quase todos regridem com repouso relativo, fisioterapia, hidroterapia, academia terapêutica, pilates, acupuntura e outras medidas não medicamentosas sem que haja necessidade de cirurgia.

Assim, a hérnia murcha e deixa de comprimir estruturas importantes, como os nervos. O tratamento cirúrgico está indicado apenas nos 10% dos casos em que a crise não passa entre três a seis semanas, em pacientes que têm crises repetidas em um curto espaço de tempo ou quando existem alterações esfincterianas (perda de controle para urinar e defecar).

Enquanto, no adulto, a maioria das lombalgias tem causas e tratamentos simples, a dor lombar no adolescente é incomum e com causas que devem ser investigadas cuidadosamente pelo médico para afastar causas secundárias como doenças inflamatórias, como espondilite anquilosante.

Se você sofre com sintomas de dor, temos um Fisiatra Especialista em Dor. Queremos cuidar de você com os melhores!!! Entre em contato para informações e agendamento de consulta.

Fonte: http://www.sbed.org.br/home.php

#doresnascostas #lombalgia #dores

©   Eletrofisiologia Clinica. Todos os Direitos reservados.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram